quarta-feira, 26 de junho de 2013

Ira! - Mais discos - Parte 04

Em 1995, já em outra gravadora (a Paradoxx), o grupo lançou o disco “7″ que contava com uma faixa em CD-ROM, e grandes composições como Você não serve pra mim, e Assim que me querem. Como faixa bônus, Nasci em 62, tirada de um show onde Nasi e Arnaldo Antunes detonam nos vocais. O álbum foi gravado logo após uma turnê de quatro shows no Japão que culminaram com uma apresentação antológica no Club Cittá, templo do Rock no Japão.

Em maio de 1998, o Ira! lança o ousado “Você Não Sabe Quem Eu Sou”, álbum que incorpora algo da atitude criativa de “Psicoacústica” ao fazer do estúdio um laboratório para a criação de arranjos surpreendentes e inusitados, o disco viria receber o prêmio de “Melhor Produção de Rock” da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), além pelo país.

Deixando a gravadora Paradoxx, o Ira! desenvolve o embrião do que viria a ser seu nono disco ao produzir um CD demo, baseado na interpretação de outros autores, que acabaria por conduzir o grupo para a Abril Music.

Em novembro de 1999 o Ira! lança o aclamado “Isso É Amor”, CD que rapidamente ganharia as rádios e o prestígio de crítica levando o Ira! a ser considerado pela APCA “O Melhor Grupo de Música Popular de 1999″! O disco contou com as participações especiais de Samuel Rosa (Skank) e Fernanda Takai (Pato Fu).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.