segunda-feira, 15 de abril de 2013

Arnaldo Brandão – Bio – Parte 01

Um dos precursores do Brock, Arnaldo Brandão foi membro de grupos fundamentais como A Bolha, nos 60; Brylho, nos anos 70; e Hanoi Hanoi nos anos 80; foi também o baixista que acompanhou Caetano Veloso em A Outra Banda da Terra e fez parte dos Doces Bárbaros (Gal, Gil, Caetano e Betânia); gravou e tocou com Raul Seixas, Rita Lee, Jorge Mautner, Jorge Ben e Luis Melodia.

Como instrumentista, o jovem baixista que aos 18 anos empreendeu suas primeiras aventuras musicais ao lado de nomes como Jards Macalé e Gal Costa, se tornou um nome consagrado no Brasil. Foi o introdutor do slap (maneira percussiva de tocar as cordas do baixo) no país, deixando sua marca em gravações antológicas, como as de Odara (Caetano) e Negro Gato (Luis Melodia).

Em sua faceta de compositor, Arnaldo integra a memória afetiva de gerações de brasileiros com suas composições. É co-autor de clássicos como “Rádio Blá”; “O tempo não pára”; “a noite do prazer” e “Totalmente Demais”.

Empreendedor, Arnaldo abriu em 1987 o Hanoi Studio, atualmente uma referência no cenário musical carioca, por onde passam artistas renomados e jovens talentos. O local serviu de palco para a preparação do primeiro disco solo do artista, “Brandão e o Plano D”, lançado em 2002.
Fonte Site do Artista

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.