sábado, 22 de setembro de 2012

O que é o choro?

O Choro (um ritmo tão brasileiro) provavelmente originou-se da fusão de ritmos europeus, principalmente a polca, com ritmos afro-brasileiros, como o lundu, tendo como instrumentos o cavaquinho e o violão, de origem portuguesa.

O nome Choro pode ser derivado da palavra xolo, que era um tipo de baile que os escravos negros faziam no período colonial, ou talvez, pela maneira chorosa que os músicos amaciavam certos ritmos de sua época. No início, o Choro era apenas um grupo de instrumentistas que aos sábados e domingos se reuniam na casa de um deles para fazer música. O Choro foi inicialmente uma maneira de tocar.

Na década de 10 passou a ser uma forma musical definida. Como gênero musical tem normalmente 3 partes e obedece a forma rondó, e que sempre se retorna a primeira parte. O Choro tem características muito próprias, sendo que um autêntico, por exemplo, não tem marcação de surdo. Essa marcação era feita inicialmente pelos baixos dos violões e mais tarde pelo pandeiro.

O Choro destaca-se pela capacidade de improvisar, de um instrumento dialogar com outro ou mesmo desafiar o outro. Vários compositores se destacam, dentre eles: Jacob do Bandolim, Ernesto Nazareth, Chiquinha Gonzaga, Waldir Azevedo e Pixinguinha.
*por Élida Borges Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.